A História da Árvore

Subscribe Now! Don't Miss
our next post

A Árvore

Há muitos anos atrás, quando me mudei para Atlanta (Geórgia), nós compramos uma casa que tinha uma árvore grande e antiga no quintal. Infelizmente, no momento em que adquirimos a casa, a árvore não estava parecendo muito saudável, por isso, nós começamos a buscar uma forma de ajudá-la.

Minha esposa chamou um especialista em árvore, e ele subiu nela com tudo quanto é tipo de ferramenta. Até que então ele nos disse solenemente: “Seu problema é chamado de ‘doença do galho frágil’. Você vê isso aqui? ” Ele pegou um galho entre as mãos e dobrou até que ele quebrasse exatamente ao meio. “Isso não deveria acontecer. O galho deveria ser maleável e curvável, flexível como uma coisa viva”.

Nós concordamos que parecia algo muito sério e perguntamos a ele o que poderíamos fazer. “Bem”, ele disse, “infelizmente não há cura, mas há um produto que você pode passar sobre os galhos a cada 4-6 semanas, que os manterá mais flexíveis.”

Nós compramos esse produto, e eu gastei horas subindo na árvore e passando-o sobre os galhos, até onde eu conseguia alcançar. Ele era muito caro e demorado de passar, além disso, não parecia estar realmente ajudando muito, portanto, nós desistimos.

Pouco antes de desistir, um amigo sugeriu que eu chamasse a agente extensionista do município, e ela veio ver a árvore. Nós contamos a ela sobre o especialista em árvore e o tal produto, aí ela balançou a cabeça e sorriu tristemente. “Sinto muito que você teve que passar por tudo isso”, disse ela. “Mas eu posso ver daqui mesmo que o seu problema não é a doença do galho frágil. Esta árvore está sofrendo de “Distúrbio da Folha Seca.” Ela arrancou uma folha e apertou-a na mão, e ela se transformou em pó. “Você viu isso”, ela sorriu. “Isso não deveria acontecer”. A folha deve ser verde e úmida, elástica e resiliente”.

Podíamos ver que ela estava certa: as folhas estavam muito secas, por isso perguntamos a ela o que poderíamos fazer. “Bem”, ela disse, “infelizmente não há cura, mas tem um produto que você pode passar nas folhas que as mantém mais flexíveis.”

Parecia uma bobagem, mas nós estávamos desesperados para não perder a árvore, por isso, compramos o tal produto e usamos por algumas semanas, mas ele era muito caro e demorado de passar, além disso, não parecia estar realmente ajudando muito, portanto, nós desistimos.

Nós contratamos um serviço de paisagismo para cuidar do quintal, e o chefe, cuidando do serviço, comentou sobre a árvore. Nós contamos a ele sobre o especialista em árvores e a agente extensionista, e ele riu alto. “Aqueles sujeitos da torre de marfim”, ele irritou-se. “Na verdade eles não trabalham com árvores no dia-a-dia como nós fazemos. Esqueça a doença do galho frágil e o distúrbio da folha seca. Seu problema é chamado de “síndrome da casca solta”. Ele puxou um canivete do bolso e lascou a casca levemente. Um pedaço dela caiu longe do tronco. “Você viu isso”, disse ele. “Isso não deveria acontecer. A casca deveria estar rente ao tronco!”

Olhamos um para o outro por um momento, então perguntamos o que poderíamos fazer. “Bem”, disse ele, “infelizmente não há cura, mas existe um tipo de cola de resina orgânica que eu posso injetar por trás da casca quando cuidarmos do seu gramado, e que irá mantê-la firme como ela deve ser.”

Nós encontramos outra pessoa para fazer o nosso paisagismo e deixamos a árvore sob seus cuidados por mais ou menos um mês. Eu estava em casa em uma sexta-feira à tarde quando um grande caminhão do departamento de saneamento apareceu. Eu saí para ver o que estava acontecendo quando eles começaram a cavar em um canto do gramado. O motorista me disse que eles estavam checando para ver se havia uma ruptura na linha.

Então, uma hora mais tarde eles descobriram um vazamento grave que despejava esgoto no leito da raiz da árvore. Eles consertaram o vazamento e passamos uma semana regando as raízes com água por algumas horas todo dia. Dentro de uma semana, a árvore começou a melhorar, e em um mês ela virou um retrato de saúde; ramos, folhas, casca e tudo!

Quando eu comecei a fazer treinamento do cérebro, eu percebi que eu tinha uma ferramenta que atuava diretamente na raiz do desempenho, humor, controle executivo, aprendizado, função física e tudo mais. Nós observamos os sintomas, mas nós treinamos a raiz.

Share this post:

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail
Subscribe Now! Don't Miss
our next post

Leave a Reply

  • (will not be published)

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>